Perigo do alumínio para a saúde

Conheça mais sobre a toxidade do alumínio e como pode influenciar na sua saúde.

Onde se esconde o alumínio? Ele está presente no dia a dia, nos desodorantes antitranspirantes, no fermento, nos antiácidos, no filtro do cigarro entre outros.

Doenças causadas pela toxidade do alumínio

Já foi considerado um metal inerte, mas hoje sabemos que ele é tóxico e compromete o sistema neurológico. Existe uma forte associação entre doença de Alzheimer e o alumínio, o pior é que seu efeito é cumulativo e ele consegue ultrapassar a barreira hemato-encefálica.

Mesmo assim ainda está presente em remédios, vacinas, na água e até no ar em determinadas cidades. Utensílios de cozinha são outra fonte de dispersão deste metal que lesa as membranas celulares, abrindo portas para doenças degenerativas e diabetes.

Também se observa uma alteração em minerais como magnésio, ferro e cálcio. A diabetes e a obesidade podem ser uma consequência da toxicidade por alumínio.

Devemos ter cuidado com a frequência que ingerimos alimentos ou bebidas em latas. No entanto, o principal lugar de lesão é nas mitocôndrias através do excesso de radicais livres.

Ele agride o intestino, podendo levar à síndrome do intestino irritável e também afeta o coração. O consumo de frutas e vegetais coloridos contribui na proteção.

Alimentos que ajuda eliminar o alumínio do organismo

  • Coentro: esta erva é usada tradicionalmente como condimentos. Além de suas propriedades  como quelante, contém uma grande quantidade de vitaminas, especialmente as vitaminas A e K e em menor medida a vitamina B, C e E.
  • Alho: este alimento medicinal, muito recomendado para múltiplas doenças, também será muito útil para nosso tratamento. Seus componentes depurativos ajudam a expulsar todo tipo de toxinas do nosso organismo. Como manutenção, depois do tratamento, podemos realizar a famosa cura tibetana do alho.
  • Magnésio: este mineral não tem propriedades quelantes, mas é muito útil para facilitar a eliminação dos elementos tóxicos.

Mas não devemos esquecer que a principal defesa consiste em evitar sua ingestão.

 

Leia mais…

Por que evitar a lactose?